Curso personalizado - Promotor MPMG 2ª fase

 

Curso Personalizado -  Promotor de Justiça MPMG 2º Fase

A aprovação nas provas discursivas do concurso do Ministério Público do Estado de Minas Gerais é um desafio árduo, já que é a etapa, inegavelmente, mais difícil do certame. Contar com as instruções, as estratégias e o ensinamento de nosso corpo docente especializado na preparação para segundas fases de MP pode fazer enorme diferença.

Início do curso: 

7 de maio de 2017.

Método e Cronograma do Curso:

Obs: As datas abaixo referem-se aos dias em que serão disponibilizadas as aulas na plataforma online, permanecendo disponíveis para acesso do aluno até a data da prova (limitado a no máximo 3 acessos por aula).

7/5 - aula com técnicas de estudo para provas discursivas e técnicas de resolução de questões discursivas (1h40min). Aula sobre o perfil da banca examinadora, com enfoque na área de atuação profissional e acadêmica de cada examinador.

8/5 - aula sobre redação de peças criminais (1h40min). Envio da rodada do grupo 1 e do grupo 2. Cada rodada simulará um dos grupos da prova e será composta por uma peça prática ou dissertação e três questões discursivas, nos moldes previstos no edital do concurso.

Os alunos terão até o dia 16/5/2017 para enviar as respostas das rodadas, a fim de viabilizar a correção personalizada pelos professores do curso.

17/5 - serão disponibilizadas vídeo-aulas com explicações detalhadas acerca do espelho de correção das rodadas. Uma vídeoaula para cada rodada. Os candidatos serão instruídos sobre como responder às questões, discorrendo o Professor sobre as falhas mais comuns na elaboração das respostas e ensinando o emprego de expressões e técnicas para a assertiva mais adequada. A resolução das peças estará focada tanto no conteúdo quanto na forma de sua redação.

16/5 a 24/5 - envio das respostas esperadas e dos espelhos de correção com feedbacks personalizados para os alunos referentes às rodadas dos grupos 1 e 2.

23/5 - aula sobre redação de peças cíveis (1h40min). Envio da rodada do grupo 3 e do grupo 4. Cada rodada simulará um dos grupos da prova, e será composta por uma peça criminal/cível, parecer ou dissertação e três questões discursivas, nos moldes previstos no edital do concurso, a fim de que o aluno possa realmente treinar como se fosse o dia da prova. 

Cada rodada simulará um dos grupos da prova e será composta por uma peça prática ou dissertação e três questões discursivas, nos moldes previstos no edital do concurso.

Os alunos terão até o dia 29/5/2017 para enviar as respostas das rodadas, a fim de viabilizar a correção personalizada pelos professores do curso.

2/6 - serão disponibilizadas vídeo-aulas com explicações detalhadas acerca do espelho de correção das rodadas dos grupos 3 e 4. Uma vídeoaula para cada rodada. Os candidatos serão instruídos sobre como responder às questões, discorrendo o Professor sobre as falhas mais comuns na elaboração das respostas e ensinando o emprego de expressões e técnicas para a assertiva mais adequada. A resolução das peças estará focada tanto no conteúdo quanto na forma de sua redação.

29/5 a 5/6 - envio das respostas esperadas e dos espelhos de correção das duas últimas rodadas com feedbacks personalizados para os alunos.

31/05 (1h40min) - teorias e terminologias inusitadas com o professor e Promotor de Justiça João Biffe Junior - coautor da obra "Concursos Públicos: terminologias e teorias inusitadas" - Ed. Método.

 

Corpo Docente:

DANIEL PINHEIRO DE CARVALHO é Promotor de Justiça no MPDFT, aprovado em 1º lugar no 31º Concurso, com as maiores notas nas provas discursivas e na prova oral. Anteriormente, foi assessor de Ministro do STF e Advogado da União (aprovado aos 23 anos, no mesmo ano de sua colação de grau). Ainda durante a graduação em Direito na Universidade de Brasília – UnB, obteve o 1º lugar no concurso para o cargo de Analista Judiciário do Superior Tribunal de Justiça (2008), e foi aprovado, entre outros, nos concursos para os cargos de Analista Processual do Ministério Público da União (2007) e Analista Judiciário do TJDFT (2008). Co-autor dos livros de questões comentadas #VouSerJuiz, da ed. CP Iuris, e do Exame da OAB – 1ª Fase, da editora Vestcon, de 2010, e autor de diversos artigos.

SAMER AGI tornou-se Juiz de direito substituto do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) aos 25 anos, tendo logrado êxito no concurso em 3º lugar (deixou de ocupar o 1º lugar apenas na fase de títulos), sendo o 1º colocado da prova oral e tendo alcançado a nota 9,88 na prova de Sentença Penal. Antes de ser juiz, foi delegado da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO).

JAYLTON LOPES JUNIOR Aprovado nos concursos de Promotor de Justiça do MPTO e MPRO. É Juiz de Direito Substituto da Justiça do Distrito Federal – TJDFT (aprovado em 4º lugar). Professor de técnicas de sentença cível do CPIURIS. Coautor do livro #VouSerJuiz - 480 Questões objetivas comentadas, Editora CPIURIS. Foi aprovado e classificado para a prova oral do concurso para Juiz de Direito Substituto do Estado do Rio Grande do Norte, tendo desistido de prestar a referida prova em razão de sua posse no cargo de Juiz de Direito Substituto do TJDFT.

JOÃO BIFFE JÚNIOR Promotor de Justiça no Estado de Goiás. Ex-Promotor de Justiça no Estado de Mato Grosso. Ex-Delegado de Polícia no Estado de Mato Grosso. Ex-Advogado da Fundação Estadual “Dr. Manoel Pedro Pimentel” no Estado de São Paulo. Possui graduação em Direito pelo Centro Universitário Eurípides de Marília e especialização em Direito Civil e Processual Civil pela mesma Instituição de Ensino. Com experiência na docência atuou como professor em cursos preparatórios para concursos públicos, professor universitário e Coordenador Adjunto da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais (FAEG) de Garça/SP.

LORENA ALVES OCAMPOS Tornou-se juíza de direito substituta da justiça do Distrito Federal aos 26 anos (6º lugar), obtendo a maior nota na prova de Sentença Penal (8,47). Foi aprovada, entre outros, nos concursos para os cargos de técnica judiciária do Ministério Público da União (MPU) e de analista judiciária do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Antes de ser juíza, foi técnica e analista judiciária do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), entre 2010 e 2014, exercendo a função de oficial de gabinete por quatro anos. Pós-graduada em Direito e Contemporaneidade pela União Pioneira de Integração Social (UPIS/DF) em convênio com a Escola da Magistratura.

* Corpo docente sujeito a alteração

 

Valor do Investimento

R$ 1.190,00 (mil cento e noventa reais)

 

Forma de Pagamento

PagSeguro à vista, podendo ser parcelado diretamente com o PagSeguro, nos termos e condições propostos por esse serviço financeiro, que não possui vinculação com o CP Iuris.

 

ATENÇÃO! Para se inscrever neste curso, é necessário possuir um cadastro. Se você já é cadastrado, clique no botão Já sou cadastrado. Se você não é cadastrado, clique no botão Desejo me cadastrar. Qualquer dúvida, entre em contato conosco.